segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Faixa de pedestre: está difícil de entender.

Existe um portão de acesso à USP que fica bem perto da marginal, próximo da ponte Cidade Universitária, e ali tem faixa de pedestres. Todas as vezes que passei por ali com a minha bike - porque ali o acesso à ciclovia, para mim, é bem mais fácil - carros, motos, ônibus e caminhões pararam para eu atravessar.

Vejam bem, é um local onde as pessoas dirigem em certa velocidade, e muitos, acredito eu, não gostariam de freiar para permitir que as pessoas atravessem a rua atrapalhando seu trajeto, seja para aonde estiverem indo, mas o fazem sem problemas.

Já aqui perto de casa, bairro localizado bem longe das avenidas e marginais, onde as pessoas devem trafegar abaixo de 40km/h não param na faixa nem se a gente ficar pulando perto dela.

Vai entender?

Será que a faixa tem funções diferentes em locais diferentes?...hehehehe.

Só rindo mesmo.

Esses motorizados se esquecem que também são pedestres.

Lamentável.

Um comentário:

Edu disse...

Olá Tânia, eu presencio todos os dias, na Vila Olimpia, uma tremenda falta de respeito e descumprimento da lei. São motoristas que não esperam os pedestres atravessarem a faixa, principalmente nas conversões. Até eu, de bicicleta, espero e respeito o pedestre, mas a maioria dos motoristas acham que as ruas são deles. É lamentável mesmo.