quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Como pedalar no trânsito?: Colisões (7)

Infelizmente, muitos ciclistas, bikeros, pedalantes, pedaladores e marmiteiros esquecem que também existem carros, ônibus, motos, caminhões e catadores de lixo nas ruas, e quando precisa desviar, acabam fazendo sem sinalizar com as mãos, e aí, meu filho, um atropelamento ou um acidente pode não ser evitado.

Imagine a situação: Você está pedalando tranquilamente, mas distraído, e de repente você resolve desviar de algo ou de alguém e... atrás de você está vindo um veículo e... acho que você já sabe o que poderá acontecer, não é?


Como evitar isso?
Não pedale muito próximo à guia porque você pode se deparar com buracos e bocas de lobo, e se você precisar desviar bruscamente deles poderá causar um acidente ou o seu próprio atropelamento. Procure sempre pedalar no centro da pista, assim você evita esses buracos, se mantém visível para outros motoristas, e não precisará fazer um desvio brusco, colocando sua própria vida em risco.
Se você estiver pedalando com outra pessoa, procure manter uma distância razoável um do outro, para que o mesmo tipo de coisa não aconteça com você ou com o seu amigo, caso você precise se desviar.

Não pedale entre os carros. Procure não pedalar quando o asfalto estiver molhado. E se algum veículo estiver te ultrapassando, espere, e depois sinalize com a mão que irá mudar de pista, entrar à esquerda ou à direita.

Suas mãos são seus piscas-alertas! Use-as sempre!

Boas pedaladas!

Um comentário:

manouchk disse...

Sempre guardar uma distância com a guia, isso está certo, ainda mais em caso de carros estacionados... Uma porta pode abrir e garanto para você fica muito larga!!
Quando tem um obstáculo na frente eu costumo desviar bem antes do obstáculo, caso o primeiro motorista não quiser me respeitar, ainda tenho a possibilidade de voltar mais perto da guia, deixar ele passar e não morrer. Par isso precisa ter um bom retrovisor...

Um truque anda funcionando muito bem em ruas de bairro onde a velocidade não é tão alta, é fazer algumas oscilações antes do carro cehgar no meu nível. Isso costuma sensibilizar o motorista ao perigo e na maioria dos casos leva os motoristas a desacelerar...
O motorista brasileiro é um assassino inconsciente mas se você sensibiliza ele se torna uma pessoa maravilhosa na grande maioria. Só não funciona, em rua de alta velocidade. Nesse caso o motorista fica bravo é continua e se arrisca na mesma velocidade, buzina, xinga etc...